Gastronomia

Coxinhas: "xô, flango!"

Listamos 25 receitas com massas e recheios diferentes para o afamado petisco brasileiro

Por Bruna Velon

Clássico dos clássicos, a coxinha é um salgado tradicionalmente preparado com massa de farinha de trigo e caldo de galinha, recheado de frango desfiado e temperado. Popular nos botequins e padarias da cidade, o tira-gosto ganhou roupagens criativas, e nós fomos atrás de 20 sabores inusitados para o quitute, do pé-sujo ao restaurante estrelado. O bônus fica por conta das cinco melhores coxinhas do Rio, que não podem faltar em lista alguma. 

NO BAR

Botero | Lipe Borges

PAGANDO O PATO

No imperdível Botero, em Laranjeiras, o cozinheiro Bruno Magalhães criou a coxinha com massa de aipim e recheio de pato, crocante por fora e macia por dentro (R$26 - seis unidades - foto). O potinho com caramelo picante de laranja completa a farra para os apreciadores de coxinha. 

DE PERNIL
A legítima cozinha de bar, com tira-gostos variados, como jiló, moela, barriga de porco, sardinha, pastel e ovo colorido, faz do Bode Cheiroso, no Maracanã, um dos melhores botequins do Rio de Janeiro. A estrela da casa é o robusto pernil, servido em porção, sanduíche ou com angu. A carne suculenta e bem temperada também é a protagonista da coxinha (R$6 - unidade), servidas somente às terças.
*excepcionalmente, até o fim do Comida di Buteco 2018, 13 de maio, a coxinha não será servida.


PETISCO COMPLETO

Se nos botequins uma boa linguiça não pode faltar, no Buteco dus Deuses, no Grajaú, ela vira recheio da coxinha, junto com couve mineira. A porção fica ainda melhor quando, aos sábados, rola Samba do Engenho Velho na varanda do bar, de graça (acompanhe a programação no Facebook).

PETISCO COMPLETO II
Ainda pela Zona Norte, o novo Botequim Raízes, na Tijuca, aposta em duas carnes muito comuns nas biroscas cariocas. Por lá,  a costela e a rabada assumem o recheio da coxinha (R$6 cada). 

COXINHA DE CINEMA
No Cine Botequim, no Centro, são sete as estrelas da Liga da Coxinha. Aposte na Capitão Nascimento (R$8,90 - unidade): galinha ao curry com requeijão, calabresa, provolone e alecrim. Outro hit é a Potter, com galinha, requeijão e tomate seco (R$8,90). 

É MASSA!

Os Imortais | Berg Silva

MILHÃO
No bar Os Imortais, em Copacabana, a "coxinha da vovó" (R$32,90 - foto) é feita com massa de milho, servida em porção de quatro unidades bem graúdas. O recheio molhadinho é de drumet desfiado com cream cheese, com o ossinho aparente, deixando a apresentação mais divertida. Geléia de pimenta acompanha. 

COXINHA ARRETADA
O bar Kalango, na Praça da Bandeira, com quitutes e PFs inspirados na cozinha do sertão nordestino, é outro estabelecimento que prepara coxinha de frango com massa de milho, super crocante por fora (R$8) e com aquele tempero que só Kátia Barbosa e Emerson Pedroza têm. Desce redondo com a pimenta da casa.

À MODA ITALIANA
A chef Paula Prandini, à frente do Stuzzi Gastrobar, prepara coxinha com massa de polenta e recheio de galinha (R$33 - 3  unidades), acompanhadas pelos molhos de creme frâiche e mostarda com ceboulette. 

À MODA ITALIANA II
Na Prima Osteria & Bruschetteria, no Leblon, a coxinha ganha ares globais. O arancini (clássico bolinho de risoto) é moldado em formato de coxinha e recheado com ragú e mozarella (R$24 - 2 unidades). 

CARA, CADÊ A MASSA?
A Noo Cachaçaria, na Praça da Bandeira, simplesmente aboliu a massa da coxinha. O franguinho desfiado é envolto por camada de requeijão que, por sua vez, recebe o empanado crocante. Custa R$21 a porção com seis.

NOS RESTAURANTES

Cozinha Artagão | Divulgação

PERTO DO FOGO
Até o chef Felipe Bronze entrou na onda da coxinha. No delicioso Pipo, em São Conrado, o petisco é recheado com frango preparado na brasa e espuma de requeijão cremoso defumado. Custa R$26 a porção com 4 unidades. 

COXINHA AFETIVA
No Cozinha Artagão, na Barra da Tijuca, o recheio é um clássico da culinária brasileira. O chef Pedro de Artagão criou uma coxinha de frango com quiabo, que ganha cremosidade com requeijão (R$24 – 4 unidades - foto). Mais comida afetiva que isso, impossível, né?

BALADA DE COXINHA

Mix de restaurante e clube noturno, no Bagatelle Rio, no Jockey Club, um dos hits da cozinha é a porção Les “Coxinha“ de Janine: as deliciosas mini coxinhas de galeto assado e shitake, com molho béarnaise (R$38 - 4 unidades). 

NO MODO RODÍZIO
Já viu nossa lista sobre rodízio de acompanhamentos? Um dos restaurantes que oferecem esse esquemão é o Bistrô Ouvidor, em Botafogo, com escolha de um grelhado e guarnições à vontade desfilando pelo salão. Pois, quem rouba a cena nessa orgia gastronômica é a coxinha de pato da casa, inclusa no menu. 


VEGETARIANAS

Veg+ | Divulgação

VERDE

Com oito lojas espalhadas pelo Rio, a Veg+ prepara receita com massa vegana e recheio inusitado: o brócolis (foto). Cada unidade custa R$7. 

PROTEICA

O bar Urbanito, no Polo Gastronômico da Praça da Bandeira, também oferece opção vegana. A massa crocante envolve o recheio de cogumelos (R$13 - cada). 

FUNCIONAL
A Green Deli, no Shopping Leblon, aposta em receitas funcionais. A massa é de batata doce com crosta de linhaça, nos recheios cogumelos ou ricota de tofu com espinafre (R$12 - cada). 

PÉ NA JACA

O Açougue Vegano, na Barra da Tijuca, prepara recheio de carne de jaca, o hit entre as coxinhas da casa. No elenco, também estão a de espinafre e cogumelos. A porção custa R$36,60, com quatro unidades. 
 
PÉ NA JACA II
Também na Barra da Tijuca, o imperdível .Org Bistrô, da chef Tati Lundi, faz coxinha vegana com massa de batata doce e jaca e recheio de ratatouille (R$32 - 4 unidades). 

BÔNUS: melhores coxinhas do Rio

Bar da Gema | Reprodução Facebook

As delícias que não podem ficar de fora de nenhuma lista sobre as melhores coxinhas do Rio, com receitas tradicionais e criativas. 


LARICA TOTAL
Fondue de Coxinha! O nome já diz tudo. Trata-se de um patrimônio do Bar da Frente, na Praça da Bandeira. A porção (R$19,40) vem com quatro unidades e um rechaud de creme de queijo para besuntar cada mordida. 

BAR DA GEMA
Outra entidade carioca é a coxinha do Bar da Gema (R$6 - unidade). O petisco é motivo de abstinência na cidade: é servida somente às terças-feiras. Prove esta iguaria e entre para o coro dos que clamam pela permanência do salgado no cardápio 365 dias por ano.

TRADIÇÃO
Outra coxinha tradicional da Zona Norte é a da Confeitaria Vilamore, em Vila Isabel. É de frango com catupiry e custa R$8,90 a unidade. 

DOSE DUPLA
O patrão ficou maluco e toda quarta, a partir das 17h, tem coxinha em dobro no balcão do Bar Madrid, na Tijuca. Ou seja, duas coxinhas por R$5. O recheio é de galinha caprichado no alho poró. Se perder a barbada, às sextas tem repeteco da receita, mas sem dose dupla. 

LANCHINHO DA MADRUGADA
Quem nunca apelou para aquela coxinha com catchup e refrigerante durante a madrugada? Neste quesito, o Rio tem dois clássicos, administrados por membros da mesma família: as lanchonetes Fornalha (R$5,20) e Catarina, onde são servidas coxinhas 24 horas por dia. 

Tags