Buscar por "barra da tijuca"

168 resultados

Lista

Locais

Ex-Touro

Uma das melhores hamburguerias da cidade, o Ex-Touro fechou as lojas no Cadeg e na Barra da Tijuca, mas não deixou órfãos. É que o chef Yasser Regis, que comanda também as carnes do Costelão do Cadeg, agora está operando um delivery na Grande Tijuca (ele garante que, em breve, seus burgers de primeira chegarão a outras regiões da cidade). As estreias do menu (disponível somente pelo IFood) são o chili burger (R$37), com blend wagyu e angus, queijo cheddar ralado, sour cream, chili e cebolinha no pão brioche, e o frangolino, uma combinação de frango frito, pão brioche, molho tártaro e alface (R$ 30). E já que menos é mais, vale apostar também no back to basics: pão, carne e queijo processado na casa (R$26). 

Bônus: no Dia Mundial do Hambúrguer, 28 de maio, próxima terça, o chef Yasser Regis invade a cozinha do Thomas Troisgros, no TT Burger Ipanema, a partir das 19h. Serão duas receitas inéditas: blend de wagyu, disco de parmesão, tomate confit, maionese de trufas e ovo frito no pão de batata (R$60) e o blend de wagyu, maionese de pimentão, cheddar, picles de cebola e bacon (R$50).

Curadoria

Muitas novidades na Curadoria, casa especializada em carnes curadas e defumadas. No restaurante na Barra da Tijuca, no Vogue Square, o cardápio tem dois lançamentos: Ex-mashinho (blend da casa de 160g, queijo, alface, tomate e cebola caramelizada ao molho Curadoria - R$34) e o Da porca 2.0 (carne suína, maionese de manjericão, queijo meia cura e salada - R$36). O endereço também participa do Burger Fest 2019. Até dia 30 de maio é possível provar o kalbi burger, feito com blend de costela marinado com alho, gengibre e cebolinha, picles de cenoura, broto de feijão, queijo meia cura e maionese de kimchi (R$35). 

Um roteiro por cinco casas de carnes do Rio

Outra boa-nova é que a Curadoria acaba de inaugurar sua primeira loja pop-up no descolado Be+Co, em Botafogo. A promessa é ficarem até agosto neste endereço na Zona Sul. Por lá, está em cartaz apenas o hambúrguer clássico da casa (R$34): blend de peito, acém e bacon (160g), maionese, picles, cebola roxa, queijo e bacon artesanal no pão brioche. Vale provar também o sanduíche de pastrami da Curadoria (R$37), o melhor da cidade.

  • Endereço : Avenida das Américas , 8585, Barra da Tijuca

Cidade das Artes | Barra da Tijuca

"A construção feérica na Barra da Tijuca foi alvo de polêmicas no início, mas percebo que atualmente a ocupação vai muito bem. A livraria está super bem cuidada - você pode chegar lá a hora que quiser e se jogar na leitura. O teatro recebe espetáculos gigantes, como os de dança de Deborah Colker e superproduções como musicais. Sem falar nas salas de música clássica e eventos especiais, como o TED Talks, que também rola por lá. Não deixe de tomar um café com a vista para o plano projetado por Lucio Costa para a Barra. Falta só um restaurante bacana. Fica a dica!", diz.

Os melhores restaurantes italianos na Barra da Tijuca

Queijo Coalho

Hits nas praias do Rio, os espetinhos de queijo coalho assados na brasa ganham versões gourmetizadas em restaurantes do Rio. 

É o caso dos cubos de queijo coalho empanados com chutney de goiaba à parte (R$26, 12 unidades - foto). A porção é do Spotlab, espaço de skate, arte e gastronomia na Ilha do Gigóia, uma ótima dica de passeio para o verão

Também na Barra da Tijuca, o novo Rio Beach Club prepara espetinhos de queijo coalho (R$12) e camarão (R$17) como entradinhas. 

A casa de carnes Maria e o Boi, em Ipanema, serve queijo coalho grelhado, com cogumelos e amendoins caramelados (R$32). Para acompanhar, o Ipanema Fizz: gin, mate, limão, bitters de cardamomo e soda (R$32). 

Em Botafogo, a Adega da Velha, restaurante de comida nordestina no Rio, prepara palitinho de queijo coalho grelhado (R$10) ou porção (R$25). O queijo também vem como recheio de pastel, com bastante cebola roxa (R$5,50 a unidade). 

Outro restaurante nordestino que prepara o queijo coalho é o Estação Baião de Dois, na Tijuca, que pode ser assado ou frito, servido com melado de cana (R$30). 

Drinques com mate

A bebida-ícone das praias cariocas, definitivamente, é o mate com ou sem limão. Das areias para as coqueteleiras, a bebida gelada virou base para drinks em bares e restaurantes do Rio.

Confira o Top5 mate da casa

No Vizinho Gastrobar, na Barra da Tijuca, Jéssica Sanchez criou o Beach, Please! (R$25): Rum Bacardi 8 anos, gengibre, chá mate e limão.

O grego Vokos, no Leblon, prepara coquetel a base de gim infusionado com chá de frutas silvestres, mate da casa, abacaxi, siciliano e pepino (R$29).

Outro restaurante no Leblon que prepara drinque com mate é o Togu. O Verano (R$27 - foto) leva bourbon, mate, xarope de gengibre, limão siciliano e tangerina. A receita também pode ser preparada na versão sem álcool (R$25). 

Do bar do restaurante Puro, no Jardim Botânico, sai o coquetel com gim, Cointreau, suco de limão e espuma caseira de erva mate (R$ 28). 

No balcão do L’Atelier Mimolette, em Ipanema, é preparado o Bon Chic Bom Genre (R$22) com rum abacaxi, elderflower e chá mate gaseificado, durante o happy-hour, seg-sex, das 16h às 19h.