Buscar por "pedra do sal"

11 resultados

Lista

Locais

Dia da Consciência Negra

Dia 18 
Madrugada no Centro | CCBB, Centro: programação especial pelo Dia da Consciência Negra, com atrações como MV Bill, Baile Black Bom, Soul de Santa, Samba que Elas Querem, Afoxé Filhos de Gandhi, Eu Amo Baile Funk, entre outras. Confira a programação completa no site.

Dia 19 
Renascença Clube | Andaraí: feira, carimbó, apresentações de grupos afro, feijoada (R$25) e samba. A partir das 12h. Entrada gratuita até 16h; R$10 após.  

Mojubá | Circo Voador, Lapa: IFÁ, Afrojazz, Larissa Luz (foto), DJ Negralha e Bloco do Afrojazz. A partir das 20h30. Ingressos R$40. 

Dia 20 
Cortejo da Ciata | Centro de Artes Calouste Gulbenkian, Praça Onze: desfile da ecoescultura - obra do ateliê de experimentação escultórica do Centro de Artes Calouste Gulbenkian que homenageia Tia Ciata - levando-a ao encontro com o Zumbi (na Av. Presidente Vargas). Das 10h às 13h. Grátis.

Feijoada da Consciência Negra | Quilombo Sacopã, Lagoa: feijoada e samba com grupo Nó na Madeira. A partir das 14h. Grátis.  

Pequena África | Museu de Arte do Rio, Praça Mauá: historiadora faz tour gratuito pela Região Portuária, a Pequena África, em locais como o Cais do Valongo, a Pedra do Sal e o nascimento do samba aos pés do Morro da Conceição. Das 15h às 18h. Grátis. 



Circuito da Herança Africana | VLT Parada dos Navios

Em 2017, o Sítio Arqueológico Cais do Valongo, porto de chegada de quase um milhão de escravos africanos ao Brasil, foi declarado Patrimônio Cultural Mundial da Unesco. Em seu entorno, fica o Circuito da Herança Africana, com o Jardim Suspenso do Valongo  (com bonita vista da cidade), Espaço Cultural Pequena África, Espaço Cultural Casa da Tia Ciata,  Centro Cultural Municipal José Bonifácio e Cemitério dos Pretos Novos, entre outros. 

O Largo de São Francisco da Prainha é imperdível, bom para um almoço no Angu do Gomes ou petiscos no Armazém Zero4. Outra opção é subir o charmoso Morro da Conceição e almoçar no restaurante Imaculada. Às segundas, acontece a roda samba na Pedra do Sal, local que foi ponto de encontro, resistência e celebração dos negros. O samba também dá o tom nas noites do Trapiche Gamboa. No Afoxé Filhos de Ghandi, rodas de tambores acontecem esporadicamente (acompanhe a programação nas redes sociais).

.O que fazer no Morro da Conceição, na Região Portuária do Rio

Circuito Histórico e Arqueológico da Herança Africana

Durante o período de obras do Porto Maravilha, as escavações revelaram diversas histórias sobre a formação da sociedade brasileira. Os achados arqueológicos na região da Saúde, Gamboa e Santo Cristo motivaram a criação do Circuito Histórico e Arqueológico da Herança Africana, com seis pontos principais de visitação. O sítio arqueológico do Cais do Valongo, por onde chegaram mais de 500 mil africanos, hoje está conservado e concorre a Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. No sopé do belíssimo Morro da Conceição, fica a Pedra do Sal (foto), foi ponto de resistência, celebração e encontro dos escravos, e que até hoje é uma referência cultural no Rio, com roda de samba às segundas. Outros pontos de interesse são o Cemitério dos Pretos Novos, Largo do Depósito, Jardim Suspenso do Valongo e o Centro Cultural José Bonifácio.

Quem quiser fazer uma visita guiada, o Instituto de Pesquisa e Memória dos Pretos Novos (IPN), com apoio da Cdurp, oferece um passeio gratuito por todo o circuito com duas horas e meia de duração. Confira as datas, horários e contatos no site do Porto Maravilha (link).

Cais do Valongo

“Inspiração é o que não falta na área da cidade conhecida como Pequena África“, conta Aori. O Cais do Valongo é um sítio arqueológico dos vestígios do antigo cais de pedra construído para o desembarque de africanos escravizados a partir de 1811.  Um século depois, em 2011, as obras de reurbanização do Porto Maravilha permitiram o resgate do sítio arqueológico. O local passou a integrar o Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, que estabelece marcos da cultura afro-brasileira na Região Portuária, ao lado do Jardim Suspenso do Valongo, Largo do Depósito, Pedra do Sal, Centro Cultural José Bonifácio e Cemitério dos Pretos Novos.

  • Endereço : Praça Jornal do Comércio, , Saúde

Praça XV

E vai ter carnaval fora de época, sim. A Praça XV, tradicional reduto da folia carioca, vai receber o Encontro de Carnavais, uma dobradinha de escola de samba com blocos de rua, sempre das 15h às 20h.

Dia 09: Paraíso do Tuiuti + Escravos da Mauá

Dia 10: Imperatriz + Me Esquece | Dia 11:  Salgueiro + Imprensa que eu Gamo

Dia 12: Mocidade + Carmelitas

Dia 13: Portela + Bola Preta

Dia 14: São Clemente + A Rocha

Dia 16: Vila Isabel + Timoneiros da Viola

Dia 17: Grande Rio + Barbas

Dia 18: Unidos da Tijuca + Suvaco do Cristo

Dia 19:  União da Ilha + Desliga da Justiça

Dia 20: Beija-Flor + Simpatia é quase amor

Dia 21: Mangueira + Cordão do Boitatá.


Além da programação carnavalesca, a Praça XV recebe mais um show por dia, no Palco Tendências, além de exibir os jogos oficiais.  

Dia 06: Charles Theone – Pra Sambar Maracatu (16h)

Dia 07: Roda de Samba da Pedra do Sal (15h)

Dia 08: Afrojazz (16h)

Dia 09: Janaína Moreno (16h)

Dia 10: Noga Erez (16h)

Dia 11: Allen Jeronimo e a Rave de Raiz (16h)

Dia 12: MC Nyl (16h)

Dia 13: Viemos Do Egito  (16h)

Dia 14: Sexteto Sucupira (15h)

Dia 15: Cassiano e Trio Beija-Flor (16h)

Dia 16: Rita Lima (16h)

Dia 17: Dub Ataque (16h)

Dia 18: Tokyo Day (16h)

Dia 19: Afro Rio (16h)

Dia 20: Baile Black Bom (16h).